[:pb]Seu site nas 1ºs posições do Google[:]

[:pb]Seu site nas 1ºs posições do Google[:]

[:pb]Pra quem trabalha com comunicação e, mais precisamente com marketing digital, o grande sonho é conseguir colocar seu site nas primeiras posições do Google. 

Basicamente existem duas maneiras: a primeira que é você pagar por isso, ou seja, anunciar no Google Adwords, o que vale um outro post e a segunda, seria planejar um conjunto de estratégias o qual denominamos de otimização de sites, gratuita para o Google porém exige um conhecimento mais avançado de SEO. 

No post de hoje daremos 6 dicas bem bacanas para você colocar a mão na massa, economizar uma grana com Adwords e subir posições rumo ao topo do Google.

Bom, primeiramente vale sabermos que o Google utiliza diversos algorítimos os quais “rankeiam” sua página e definem qual site deve ter mais relevância do que o concorrente. Esses algorítimos vivem sendo atualizados e novos criados, e pra dificultar ainda mais nossa vida, eles não são revelados a ninguém. Porém, o próprio Google deixou claro que hoje foca totalmente na experiência do usuário e para que o usuário tenha uma boa experiência temos 6 dicas que ajudarão a conseguir as primeiras posições:

1 – Tenha um site responsivo

O termos “responsivo” está em alta a pelo menos dois anos, mas muita gente ainda não sabe o que significa. Resumidamente, um site responsivo é àquele que funciona perfeitamente em qualquer dispositivo, seja desktop, tablet ou smartphones sem a necessidade de ter uma segunda versão para dispositivos móveis.

Antes da era resposivo, as empresas costumavam pedir para as agências desenvolverem versões mobile para celulares. Mas isso impactava na atualização e manutenção: diversas versões do site para uma mesma finalidade. E então veio a tecnologia e nos deu uma mãozinha. Assim foi criada a tecnologia resposiva, ou seja, um único site para qualquer dispositivo.

Mas aí vem o Google, no ano passado e define em seus parâmetros de busca que, os sites que não apresentarem uma tecnologia resposiva não terão prioridade nas buscas orgânicas. E agora?

Verifique se o seu site é responsivo, você pode fazer o teste nessa ferramenta do próprio Google, se não for providencie, caso precise de ajuda para desenvolver um novo site responsivo procure uma agência especializada. “Hoje, temos como default entregar todos os sites responsivos. O cliente não precisa nem solicitar”, afirma Diego Fávero, responsável pelo marketing do Grupo Comunique-se.

2 – Hospede seu site em empresas com servidores dedicados

Muita gente não se atenta ou talvez você também nem perceba a velocidade do carregamento de uma página. Às vezes você até culpa sua internet mas na verdade o site que está pesado demais ou, na maioria das vezes, o provedor de hospedagem que está lento.

Não deixe-se enganar por provedores que oferecem a hospedagem a preço de banana. O preço é jogado lá embaixo não visando o sucesso do cliente e a velocidade de carregamento. Milhares de sites hospedados num único servidor, certamente irá prejudicar um ao outro. Fique atendo a hospedagens compartilhadas e fuja! Busque uma empresa com servidores dedicados e que possuam uma estrutura sólida, garantindo a segurança de suas informações e com suporte diferenciado.

3 – Escreva com relevância com foco no leitor

Como citamos no item 1, o Google passou a valorizar ainda mais a experiência do usuário.Então esqueça técnicas antigas de otimização que somente irão atrapalhar seus resultados, não escreva pensando no Google, escreva pensando em seu cliente. Uma dica é você escrever com uma linguagem solta, como se estivesse conversando com um amigo e dando dicas. Assim como estamos fazendo neste texto.

Se coloque no lugar do cliente e avalie se aquele conteúdo é interessante, pergunte se aquelas informações são úteis, se estão em linguagem clara e direta. Se essas respostas forem afirmativas você está no caminho certo!

4 – Compartilhe tudo o que você escreve

Parece óbvio mas muita gente escreve conteúdos valiosos e isso acaba não ganhando força como poderia ter. Ao terminar de escrever compartilhe o link em suas redes, Linked In, G+, Twitter, facebook, etc. Analise em seu Google Analytics o desempenho de sua postagem, origens do acesso, taxa de rejeição, entre outros indicadores de sucesso. Um bom texto normalmente é compartilhado e acaba viralisando nas redes, além de que os algorítimos do Google estarão avaliando a experiência do usuário em seu site e te jogando para cima, nas buscas.

5 – Faça links internos e externos relevantes

Você certamente deve ter bastante material em seu site. Ajude seu leitor a encontrar outros textos complementares a seus textos. Crie links internamente e facilite que ele vá para outras páginas e se aprofunde mais sobre o assunto, além de que o Google dá um valor maior a sites com backlinks internos e externos (sim, leve o leitor também a outros sites!). Outros sites também poderão te indicar como referência. Dica: você também pode conseguir backlinks através do Dino, excelente ferramenta para expandir seus textos e ganhar links para melhorar sua posição no Google.

6 – Ajude o Google

O Google sozinho, sem nossa ajuda, não seria nada. Portanto, ajude o Google a captar informações de seu site!

Instale o Google Analytics. É grátis e te dá uma excelente noção de como seus visitantes estão se comportando, instale também o Google Search Console (antigo Webmaster Tools) para o Google te ajudar a otimizar as páginas de seu site.

É trabalhoso, exige tempo e dedicação para estudar e aprender sobre essas ferramentas, mas com o atual nível de competitividade das empresas. Mas sabemos que o sucesso carece de esforço e pode ter certeza que, para chegar lá, você aprenderá bastante, acertará a “mão na forma” e seus textos e resultados só tendem a melhorar.

Fonte: http://digital.comunique-se.com.br

 

 [:]

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Entre em contato!