Quais os resultados que devem ser mensurados em uma campanha de e-mail marketing?

Apesar do grande crescimento de estratégias de marketing digital em mídias sociais e redes de display, o e-mail marketing ainda é uma das formas mais eficientes de atingir um público específico e ter retorno.

E, para garantir que as ações das suas campanhas respondam da forma esperada, é preciso entender bem o que os números dos relatórios querem dizer, pois são através deles que o gestor consegue entender se as táticas estão seguindo um caminho correto.

No post de hoje separamos algumas métricas-chave que você, gestor, sempre deve estar de olho em seu e-mail marketing. Acompanhe:

CTR — Click through Rate ou taxa de cliques

Quantas pessoas abriram o e-mail que foi disparado? Esse é o significado dessa métrica.

Por meio dela, é possível entender se a chamada do e-mail foi atrativa ao ponto de fisgar o usuário. A criação de testes A/B (modelos diferentes de e-mail, mas com um mesmo objetivo) podem ajudar a encontrar uma forma mais eficiente de fazer um primeiro contato.

Bounce Rate — Taxa de Rejeição

A função do Bounce Rate é entender se os e-mails disparados estão chegando. Quando a listagem utilizada possui e-mails já desativados ou encontram caixas de entrada cheias, esse índice cresce.

As ferramentas que gerenciam campanhas de e-mail costumam separar o BR em dois tipos:

Soft: caixas de entradas cheias ou instabilidade no servidor do usuário. Com isso, há chance do e-mail chegar em um segundo momento.

Hard: e-mails digitados incorretamente ou não mais existentes.

Ficar de olho nesse indicador é essencial para mudar a sua estratégia de envio e garantir um melhor CTR.

Conversion Rate — Taxa de conversão

As pessoas estão realizando a ação final definida na estratégia de e-mail marketing? A taxa de conversão é o que representa o número do sucesso da estratégia.

Não adianta você ter um CTR alto se no final a base atingida não faz o que foi pretendido. Integrar as suas campanhas com outras ferramentas de métricas, como o Google Analytics, é essencial para entender formas de melhorar a sua performance.

Muitas vezes, o e-mail disparado funciona, mas problemas no site podem atrapalhar a conversão final.

List Growth Rate — Taxa de crescimento da base

Quantas pessoas assinaram ou deixaram de assinar a sua newsletter? Esse indicador deve ser acompanhado e interpretado de acordo com a ocasião.

Após um disparo, se a taxa de desassinatura aumenta, isso pode indicar uma base não qualificada para aquele conteúdo. Uma campanha para assinar uma newsletter em troca de algum e-book, por exemplo, pode aumentar essa taxa.

É importante contextualizar o movimento dessa métrica para tomar as atitudes necessárias.

Overall ROI — Retorno total sobre o investimento

Seus e-mails convertem e trazem lucro em relação ao o que foi investido? Se a resposta for não, é necessário mudar o foco da estratégia de e-mail marketing para ontem.

Agora, se a resposta for sim, como saber o que pode melhorar? Calculando o ROI. Para isso, basta subtrair o valor total investido pelo valor total (monetário) de conversões, depois dividi-lo pelo valor total investido e multiplicar este resultado por 100, para obter o valor em percentual.

Por fim, é preciso salientar que toda campanha de e-mail deve ter um objetivo bem definido, tendo sempre em mente qual foi o seu retorno financeiro final para que exista uma “justificativa” de investimento.

 

fonte: http://blog.dnadigital.com.br

 

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Entre em contato!