Paradoxo digital custará US$ 205 bilhões ao Brasil

Paradoxo digital custará US$ 205 bilhões ao Brasil

A população brasileira é campeã mundial em horas gastas por dia na internet, mas o comércio eletrônico brasileiro representa apenas 3,6% do varejo, menos da metade da média mundial, de 7,8%, e bem distante dos 14% da China. Distinções assim podem custar US$ 205 bilhões em oportunidades perdidas até 2025, de acordo com levantamento da consultoria McKinsey & Company.

Os ganhos viriam na forma de melhoria nas dinâmicas do mercado de trabalho, na eficiência no uso de ativos e na produtividade em geral, e isso sem levar em consideração os benefícios do aumento na atividade dos consumidores. Segundo a McKinsey, a melhoria na eficiência do mercado de trabalho poderia contribuir com a adição de US$ 70 bilhões até 2025.

A maior digitalização do país também permitiria o aumento no uso de ferramentas para gestão de máquinas e ferramentas, reduzindo custos de manutenção e aumentando a vida útil desses equipamentos. No total, isso poderia acrescentar até US$ 25 bilhões ao PIB nos próximos dez anos. De acordo com a McKinsey, o ganho potencial com Pesquisa e Desenvolvimento, melhorias nas operações e cadeias de suprimento das empresas e na gestão de recursos do país poderia atingir US$ 110 bilhões, o equivalente a uma alta de 4,5% no PIB.

Hoje, porém, o PIB digital brasileiro representa apenas 1,7% do total, menos da metade da média global e quase quatro vezes menos que o do Reino Unido, onde 6,7% do PIB tem origem em atividades digitais. O Brasil captura apenas 4% de seu potencial digital, mostram dados da consultoria, enquanto nos EUA, essa proporção é de 18% e, em alguns países europeus, chega a 17%.

Ref: http://www.proxxima.com.br

 

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Entre em contato!